Adoção – mais que um ato de amor é um ato de muita responsabilidade!

Adoção – mais que um ato de amor é um ato de muita responsabilidade!

Adoção – mais que um ato de amor é um ato de muita responsabilidade!

O texto é longo, mas leia com atenção se pretende adotar um filho peludo!

Animais de estimação preenchem nossas vidas com alegria e amor incondicional e cada vez mais fazem parte da família. Mas eles também dão trabalho e podem custar muito dinheiro. Aquele filhotinho fofo que chegou em casa após um passeio numa feira de adoção pode eventualmente virar um potencial destruidor de jardins, comedor de móveis, fazer xixi na casa inteira e muitas outras trapalhadas. Muitas pessoas amam seus animais até eles se tornarem um incômodo. Até latirem demais, ou comerem as almofadas do sofá, ou cavarem buracos no jardim… Isso sem contar que se for um bichano por exemplo, vai precisar de imediato de caixa de areia, ração, potinhos de água e comida, vermífugo, castração, vacinas etc etc etc. E é ai que começa o problema do abandono de animais.

No Brasil, estima-se que 8 de cada 10 animais abandonados nas ruas já tiveram um lar! Sim, 8 em cada 10!!! Lamentavelmente muitas pessoas que adotam animais não entendem o que realmente significa ter um peludo em casa. Adotar um pet significa que devemos estar preparados para uma relação duradoura de no mínimo uns 10 a 15 anos! Isso inclui arcar com todas as responsabilidades e custos necessários para protegê-lo. E acima de tudo, lembrar que ele vai ficar velhinho algum dia e que, ao igual que nós humanos, talvez ele precise de cuidados especiais, medicamentos, tratamentos de saúde e muito amor e paciência.

Outro fator que contribui para o constante aumento do número de animais abandonados é a resistência que muitos tutores têm em castrar seus animais. Em muitos casos, estes animais acabam cruzando sem critério e muitos dos filhotes oriundos destas cruzas acabam abandonados nas ruas por não encontrarem o tão sonhado lar.

A mensagem que quero passar é que se você não está 100% seguro de que quer assumir esta responsabilidade de longo prazo, que está disposto a lidar com as trapalhadas de sua mascote, que terá condições de lhe dar abrigo, cuidados e tratamento de saúde adequados, que entende que às vezes deverá abrir mão de seus planos para cuidar de seu amigo, enfim, que haverá sacrifícios para receber todo esse amor incondicional, compre um bichinho de pelúcia!

Mas, se você está decidido e sabe o que vai enfrentar e está decidido a fazê-lo incondicionalmente, então adote! Há muitos animais precisando de um lar e de amor. Considere adotar um “vira-lata” ou SRD (sem raça definida) e considere também a adoção de animais adultos ou idosos, afinal, amor não tem idade!

Se quiser um gatinho, há diversas ONGs que fazem um trabalho lindo de resgate, cuidado, castração e adoção de animais em situação de abandono ou de risco aonde você pode encontrar seu novo melhor amigo. Saiba que elas são bem exigentes e você tem que estar disposto a passar pelas entrevistas e a preparar sua casa para receber seu novo companheiro. Eles vão pedir que você coloque telas de proteção, vão inspecionar sua casa para ver se é um local seguro, avaliar se você terá condições de cuidar do bichinho, entre muitas outras coisas. Lembre que as ONGs e os protetores são responsáveis por todos os peludinhos sob seus cuidados e eles têm a responsabilidade e a obrigação de zelar pelo bem-estar dos bichinhos mesmo depois que eles encontram um lar. Algumas ONGs fazem até visitas posteriores à adoção para verificar a adaptação do animalzinho ao novo lar e a nova família.

É importante você saber também que algumas destas instituições cobram uma “taxa de adoção”. Muitas pessoas ficam bravas ao saber desta taxa então vamos te explicar porque ela é cobrada. Quando uma ONG ou uma protetora te entrega um bichinho, muito precisou ser feito para que ele estivesse pronto para adoção: testes de saúde (FIV/FELV), tratar pulgas, vermifugar, castrar (pela nossa legislação é obrigatório), muitas vezes custear tratamentos de saúde porque os peludos chegam todos estropeados e judiados), tem que alimentar, tem gastos com areia e por ai vai. Então imagina o tantão de dinheiro que foi gasto pra que você possa adotar um animalzinho saudável! Todos os projetos de resgate funcionam a base de doações e nem sempre as doações são suficientes para manter os abrigos funcionando. Por isso é cobrada esta “taxa”. É na verdade um valor simbólico – comparado ao que foi gasto com o bichinho – para ajudar a manter o abrigo e os demais animais que moram lá.

E já que mencionamos doações, sempre que puder ajudar alguma ONG, toda e qualquer ajuda é bem-vinda! Não precisa ser dinheiro! Você pode ajudar compartilhando os posts de animais disponíveis para adoção, fazendo trabalho voluntário, doando materiais de limpeza, ração, areia, comprando em sites que repassam doações – como a Bigodiva – e muito mais! Todos os sites das ONGs tem uma página explicando como você pode ajudá-la a continuar seu trabalho.

Cheque na sua cidade uma ONG de proteção de animais ou mesmo o abrigo municipal para escolher um animal para adotar. Nós te recomendamos algumas organizações e protetores de São Paulo que fazem um trabalho sério e ficarão felizes em te orientar e te auxiliar nessa nova etapa:

Adote um Gatinho | Mundo Gato | Catland | Miados Urbanos | Canto da Terra | Resgatinhos da Tia Lu

A Bigodiva é parceira destes projetos, conhecemos o trabalho de cada uma delas e garantimos que são sérias e responsáveis.

Se sua opção for comprar um animal, faça questão de verificar o local, de conhecer o criador e procure referências. Não é novidade pra ninguém que existe um grande comércio de pets e que há inúmeros criadores clandestinos que maltratam os animais. Não incentive o comércio ilegal e desumano de animais. Compre de forma consciente e com criadores responsáveis, então pesquise muito e duvide de valores muito abaixo dos praticados no mercado. Fique esperto e não se deixe enganar! Você também é responsável pelos animais que moram no lugar aonde você compra seu pet!

Seja qual for a sua opção, comprar ou adotar um peludo, se você precisar de ajuda para preparar a sua casa ou para adaptar o novo membro da família com os outros moradores da casa, recomendamos que você entre em contato com a AnimalZ (cães e gatos) ou com a Wellfelis (felinos) e marque um bate papo.

O mais importante aqui é que você saiba que se você decidir ter um pet, você certamente vai descobrir o que é amor incondicional! Nada se compara ao amor de um peludo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *